fbpx

Os FODMAPS são um conjunto de carboidratos encontrados em alguns alimentos que podem ser de difícil digestão para algumas pessoas causando um processo fermentativo piorando sintomas de gases, inchaço, diarreia, constipação, dores abdominais e estufamento.

Uma dieta com baixo teor de FODMAPS é bastante indicada para o alívio desses sintomas e deve ser feito por um período curto e pré-determinado (por ser um protocolo restritivo) e ajustada com as quantidades de acordo com suas necessidades.

Também é um protocolo eficaz para portadores de SII (Síndrome do Intestino Irritável) que é um distúrbio intestinal que tem como características apresentar todos esses sintomas e podem também aliviar sintomas de doença de Chron e Colite Ulcerativa.

 

Lista dos alimentos RICOS em FODMAPS:

 

FRUTAS:

 

Maçãs, compota de maçã, damascos, amoras, cerejas, frutas enlatadas, tâmaras, figos, peras, pêssegos, melancia.

 

ADOÇANTES:

 

Frutose, mel, xarope de milho rico em frutose, xilitol, manitol, maltitol, sorbitol.

 

LÁCTEOS:

 

Leite (de vaca, cabra e ovelha), sorvete, a maioria dos iogurtes, creme azedo, queijos frescos e macios (cottage, ricota, cream cheese) e suplementos de proteína de soro de leite.

 

VEGETAIS:

 

Alcachofras, espargos, brócolis, beterraba, couve de Bruxelas, repolho, couve-flor, alho, erva-doce, cogumelos, quiabo, cebola, ervilha.

 

LEGUMES:

 

Feijão, grão de bico, lentilhas, feijão vermelho, feijão cozido, soja.

 

TRIGO:

 

Pão, macarrão, a maioria dos cereais matinais, waffles, panquecas, bolachas, biscoitos.

 

GRÃOS:

 

Cevada e centeio.

 

BEBIDAS:

 

Cerveja, vinhos, refrigerantes com xarope de milho rico em frutose, leite, leite de soja, sucos das frutas listadas acima.

 

Os FODMAPS não são considerados vilões.

Apenas na presença de determinados distúrbios intestinais é que eles causam piora dos sintomas.

Esse protocolo feito para melhorar os sintomas desses distúrbios será feitos por um tempo pré-estabelecido periodizando com outros alimentos, além de claro, corrigir a microbiota intestinal através de uma alimentação correta visando um equilíbrio intestinal (Prebióticos, probióticos e uma suplementação individualizada).

Um bom Nutricionista irá te auxiliar!

Texto elaborado pela Nutricionista da Clínica Seda Luana Lima 

Quer saber mais sobre nutrição? Confira este post que cita a importância da alimentação na prevenção do Câncer de Próstata